fbpx

Você tem enxergado o real propósito do seu produto?

O olhar além do produto pode até parecer um assunto novo, mas ele é mais antigo do que muita gente imagina, o que faz dele algo ainda mais importante, que por sinal tem sido muito negligenciado, ainda mais com os rumos que o mercado tem tomado nos últimos anos.

Quando o assunto é “Em qual mercado você está inserido?” ninguém melhor para falar que o pai da expressão Theodore Levitt, que eu também não conhecia, mas vim a conhecer pela dica do Nino Carvalho, Levitt tem alertado desde a década de 60 a importância de uma empresas ter seu foco em seus clientes, não eu seu produtos, ou melhor dizendo, como Nino diz “Fique de olho nos clientes dos seu clientes”. Olhando assim, essa expressão pode parecer óbvia, o que é um engano, já grande parte das empresas sequer olham para o que os seus clientes gritam para elas, quem dirá os clientes dos seus concorrentes.

Neste artigo Levitt incita o leitor a fugir do pensamento óbvio, e muitas vezes até egoísta, de olhar única e exclusivamente para sua estrutura interna.

Seguindo esta linha, o que o autor busca nos transmitir é o propósito de olhar para além do que está ao seu alcance, como ele mesmo aponta em seu texto, quando utiliza o exemplo das empresas ferroviárias da época. Trazendo para o momento atual podemos notar as lojas de roupas e sapatos usando a mesma linha de pensamento para atrair o seu cliente, no caso, apenas apresentar um preço, que na maioria das vezes nem é tão atrativo o que garante a não retenção do seu público.

Se essa visão para além do produto já era importante naquela época, hoje ela é vital, uma prova disso é o limbo que várias marcas caíram devido sua baixa presença de marca e consecutivamente o baixo impacto na vida do seu cliente.

Mas como sair desse pensamento tão comum entre os pequenos e médios negócios?

Mais uma vez “Ouça o seu cliente!

Dedique um tempo do seu mês para olhar além do balanço de caixa e busque fazer as perguntas certas para os seu clientes, eles são o seu maior ouro.

Um bom ponto de partida é perguntar quais motivos levam o seu cliente a consumir o seu produto, depois que você souber isso, basta você nutrir o seu banco de informações que o sucesso do seu produto é garantido.

E aí?
Será que você está realmente enxergando o seu produto?


Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *