Planejamento Estratégico: 3 Etapas de um Diagnóstico


1- Etapa Funcional de Diagnóstico

A etapa funcional de um diagnóstico consiste em, ao iniciar as pesquisas sobre a empresa, filtrar bemquais perguntas eu preciso responder no curto prazo. Essa seria uma maneira de tornar o seu diagnóstico, como o próprio nome sugere, o mais funcional possível. Transformar as primeiras horas contratadas, em uma fase mais dinâmica e tangível, visto que que normalmente o primeiro passo é tido como um passo dedicado apenas à imersão. 

Ex.: Nas pesquisas iniciais será necessário identificar um método prático para alinhar melhor os processos internos entre o setor de vendas e marketing, definindo junto a empresa os principais indicadores do trimestre.

Este é um exemplo genérico apenas para ilustrar que um diagnóstico pode ser feito de maneira imersiva sem deixar de ser funcional no curto prazo. Muitas vezes, o cliente contratante pode não ter a paciência necessária de esperar por um processo puramente investigativo. Isso vai gerar valor para ambas as partes. Essa é uma excelente maneira, inclusive, de fragmentar em espaços menores suas entregas, tornando-as menos densas e mais objetivas.

Resumindo: ser objetivo tornará o desenvolvimento do seu diagnóstico funcional.

2 – Etapa Tática do Diagnóstico

Seguindo a ideia de aplicarmos o pensamento de níveis do planejamento estratégico logo na fase de diagnóstico, seguiremos agora para a descoberta de objetivos táticos, ou seja, objetivos que a empresa definiu como metas de médio prazo. 

Ex.: Precisamos mapear o histórico de principais ações da empresa, contemplar a estratégica de comunicação de marca e marketing, avaliando o que podemos melhorar, o que devemos evitar e, principalmente, que tipo de novas diretrizes serão adotadas para o semestre.

O importante neste ponto é lembrar que ainda estamos na fase de diagnóstico, logo, o intuito será apenas investigar e avaliar o que foi feito. Não estamos na fase de preparação do escopo de ação.

3 – Etapa Estratégica do Diagnóstico

Esta seria a conclusão do seu diagnóstico inicial: nessa etapa é necessário entender muito bem qual a missão, a visão e os valores da empresa. Especialmente a visão, visto que é ela quem dita boa parte do caminho futuro que pretendemos desenhar no planejamento estratégico.

Embora imaturamente negligenciado por muitos profissionais da área, compreender a fundo essa tríade será fundamental para que seu diagnóstico seja realmente um diagnóstico alinhado a questões estratégicas da empresa. Caso contrário, poderíamos até conseguir um bom diagnóstico, mas que serviria muito mais como estudo e possibilidade para ações cotidianas.

Caso a empresa não tenha essa tríade definida (missão, visão e valores), cabe ao profissional de planejamento o estratégico (caso esteja no contrato), junto aos responsáveis pela empresa, desenvolvê-la. Nunca é tarde para rever e revisar os planos de negócios de uma empresa.

Inclusive é bastante comum que empresas mais tradicionais e familiares nunca tenham desenvolvido essa fase. Muitas empresas surgiram e surgem por oportunidade e sobre demanda de mercado, sem um plano de negócios conciso. No entanto, o correto é que em algum momento ela se preocupe em pensar quais são seus valores, sua missão e sua visão de futuro. 

Considerações importantes sobre o Diagnóstico no Planejamento Estratégico

Todo diagnóstico desenvolvido para um planejamento estratégico precisa ser revisado e atualizado. 

Um erro muito comum é o profissional desenvolver um documento rico em detalhes e pensar que aquelas informações são estáticas. Inclusive, este foi o motivo pelo ual resolvi adaptar o pensamento dos níveis do planejamento estratégico ao pensamento de construção de um diagnóstico. Dessa maneira, sabermos quais tópicos do nosso diagnóstico devem ser revisados, e em quanto tempo isso precisa ser feito. 

O recomendado é que pelo menos exista uma revisão minuciosa a cada quarto de ano, visto que é padrão dentro de uma estrutura planejada, trabalhar com objetivos trimestrais. No entanto, só o dia a dia e a experiência do profissional vai dizer qual é a melhor periodicidade para que essa revisão seja feita. 

Resumo de principais questões para você aplicar

1 – O que a empresa entende por planejamento estratégico

2 – O que a empresa espera como resultado do seu planejamento estratégico

3 – Qual o objetivo do seu diagnóstico?

4 – Seu diagnóstico é funcional?

5 – Seu diagnóstico tem função tática?

6 – Qual futuro o seu diagnóstico planeja para a empresa?

7 – Seu diagnóstico é revisado de quanto em quanto tempo?8 – Qual o motivo da revisão?

Conclusão e importância do conteúdo

Considere este pensamento uma maneira de tangibilizar para o seu cliente, em etapas, o processo de desenvolvimento do seu planejamento. Quando você consegue estruturar de maneira organizada suas ideias e questionamentos, a chance um resultado final mais sinérgico com a estratégia torna-se mais compreensível para todas as partes envolvidas.

Compreendendo o que cada questão investigada no diagnóstico tem como objetivo resolver, tornará o trabalho mais ágil e, ainda mais importante, acessível para mudanças de rotina. Pois sabendo o nível em que se encontra, o problema que pede um redirecionamento de esforços, o profissional de planejamento conseguirá trabalhar exatamente nas questões necessárias, evitando o desgaste de ter que analisar todo o escopo projetado em seus vários planos de ação.




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *